quinta-feira, 17 de junho de 2010

Bernardo reza pelo bem dos pais e de sua família


Ele não entende direito a confusão em que PR e Cissa se meteram


Paulo Roberto leva um tempinho antes de responder ao filho, que quer saber se seus pais vão voltar com ele para casa e esclarecer toda a história junto à polícia. “Isso é impossível, Bernardo!”, solta o patriarca. Bernardo fica sem entender: “O que é impossível, pai? Se defender? Provar a inocência de vocês?”

Cissa toma partido do marido: “Tem muito dinheiro e muita gente graúda envolvida nesse caso, meu filho. As coisas não são tão simples assim”. Paulo Roberto continua: “E eles estão querendo botar toda a culpa pra cima da gente, pra livrar a cara deles”. “Se nos apresentássemos, não conseguiríamos nos defender e acabaríamos crucificados!”, acaba de explicar Cissa.

Bernardo insiste: “Mas eu não tô entendendo! Vocês vão passar o resto da vida se escondendo, fugindo?! É isso?!”. Paulo Roberto diz que não, mas que nesse momento é impossível que eles se apresentem às autoridades. Cissa ainda acrescenta que o fato de eles estarem escondidos é que os dois precisam traçar uma estratégia de defesa para não serem fritos pelos poderosos de Brasília.

Tudo muito etranho

Bernardo não consegue se convencer direito com os argumentos de seus pais e faz outro quesionamento: “Mas e eu?! E a Clarinha?! Vamos ficar morando sozinhos lá em casa?”. Paulo Roberto explica que já enviou dinheiro e instruções para que Antônio cuide do assunto. O pai de Cristiana e Nanda ficará responsável pelos dois até o final dessa história.

“Todos os nossos telefones estão grampeados, inclusive o seu celular e o da Clarinha. Por isso, muito cuidado com tudo o que vocês falam neles”, revela Paulo Roberto, alertando o filho para o perigo. “Mas nós não podemos falar com vocês! Não tem um telefone, um lugar onde a gente possa procurar vocês?”, indaga Bê, cada vez mais preocupado.

“Não. O melhor é vocês não saberem de nada. Deixa com a gente, filho, nós vamos tentar fazer contato quase todo dia”, responde Paulo, que avisa que precisa ir embora com Cissa.
“Manda um beijo pra Clarinha, diz que eu a amo muito e, assim que essa confusão acabar, nós vamos voltar a ser uma família feliz!”, termina a mãe do gato, já novamente em lágrimas.

Os três se despedem e Bernardo, desesperado, reza pelo bem de seus pais e de sua família...

Fique ligado! A cena vai ao ar na terça, dia 22/6.

Nenhum comentário:

Postar um comentário