sábado, 24 de julho de 2010

Trancafiados, Bê e Cris começam a ceder para que sua noite romântica aconteça...


Eles se deliciam com acepipes primorosamente preparados pelo fotógrafo misterioso


Trancafiados dentro do Escondidinho, Bernardo e Cristiana começam a se desesperar. Mas alguns detalhes estão para deixar o casal bem mais à vontade do que se imagina. Bernardo anda até um dos cantos do lugar e toma um susto: “Caraca! Quanta comida!”. Na sua frente, uma grande toalha de mesa está estendida no chão. Vários tipos diferentes de guloseimas apetitosas jazem sobre o pano que forra o assoalho. Tudo com muito bom gosto

“À luz de velas é mais romântico... Divirtam-se!”, diz mais um bilhete, cuidadosamente posicionado ao lado dos quitutes. Cristiana fica cabreira: “Ai! O que essa pessoa tá querendo, hein?!”. Bernardo manda na lata: “Você ainda não entendeu?! Ela quer que a gente fique junto! Vou acender as velas...”. Cris fica revoltada: “Não acende porcaria de vela nenhuma!”.

O rapaz obedece e pega um acepipe para provar. É um delicioso morango, que faz com que Cristiana quase babe de tanto desejo pela iguaria. “Hum, tá bom demais! Não quer um?”, solta Bê, provocante. “Vou esperar uns cinco minutos. Se você não morrer nem se transformar num tarado eu como!”, ironiza Cristiana. Os dois riem da situação.

Cris e Bê ficam um tempinho tentando conversar sobre quem será o tal fotógrafo misterioso que está querendo juntar os dois. De repente, a fraca luz que adentrava as arestas do local se apaga, deixando tudo em um breu quase absoluto. “O que foi isso?!”, se assusta a gatinha. Bernardo tenta acalmá-la: “Devem ter desligado o quadro de luz. Agora a gente vai ter que acender as velas... Posso?”. Ela concorda e ele o faz.

Clima romântico

“Pior que ficou um clima romântico mesmo...”, comenta Bernardo, na penumbra. Cris pede para que ele pare de mandar indiretas. Bê come mais um suculento morango, até que Cristiana, morta de fome, se manifesta: “troço tá bom?”. “Bom demais. Come um”, diz ele.

Bernardo põe o morango na boca de Cristiana, que come. A cena lembra Cleópatra comendo as uvas, servida por um de seu lacaios. Cris se derrete toda: “Hum! Bom demais!”. “Não falei?”, instiga Bê. Eles sentam e vão comendo com voracidade.

Bernardo acha a brecha ideal para o que ele estava querendo falar há muito tempo: “Se eu te agarrar em alguma hora é porque tinha alguma substância excitante na comida mesmo...”. Já quase cedendo ao momento, Cristiana ainda tenta desconversar: “Para de palhaçada... Hum, esse aqui tá uma delícia. Experimenta!”, diz, enquanto vai comendo um morango atrás do outro.

A primeira noite de amor entre Bernardo e Cristiana está para acontecer a qualquer instante...

Fique ligado! A cena vai ao ar na quarta, dia 28/07

Nenhum comentário:

Postar um comentário